Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estúpido Aluga-se

A estupidez é o nosso melhor produto, por isso para exportação é favor contactar o Estúpido. https://www.facebook.com/ricardo.santos.5095

Estúpido Aluga-se

Sobre as +de 8h de espera no Hospital Beatriz Ângelo.

Se estão revoltados, não façam barulho com os auxiliares, funcionários administrativos, ou mesmo enfermeiros, quem vos chama ou não são os médicos e mais ninguém, e já agora quando entrarem no gabinete do médico reclamem, tenham tomates para reclamar e serem as bestas que foram com os anteriores referidos, de referir ainda que existem médicos e médicos, não podemos meter todos na mesma balança, mas aí a culpa é das chefias.
Seria interessante já agora o informar que os quadros são actualizados de 2h em 2h, não vi um único jornalista a questionar ou a tentar perceber o porquê, já agora fica o aviso para a restante navegação, a app até ver é a única fonte fidedigna, repito...até ver.
Também seria interessante o perceber que o investimento tem de ser nos Centros de Saúde e não nos Hospitais, mais de 50% das urgências diárias são assuntos do foro dos CS e não de emergência hospitalar.
Não posso deixar de referir no entanto essa treta de nome , a maior parte das urgências com encaminhamento hospitalar são pulseiras verdes.

Capturar.JPG

 



É isto.

Falas dos outros, és coscuvilheiro.
Falas de ti, és narcisista.
Falas do que sabes, és chico-esperto.
Falas do que não sabes, és um idiota.
Não falas, ficam os outros a pensar que têm razão.
Esta última resume o que eu penso.

Paternidade:


6 anos - o meu Pai sabe tudo.
12 anos - o meu Pai sabe muito.
16 anos - o meu Pai não sabe tudo.
18 anos - o velho não sabe nada.
25 anos - afinal o velho sabe umas coisas.
35 anos - vou perguntar ao velhote.
55 anos - o que faria o meu Pai nesta situação.

É isto.

Acho muito boa esta ideia do em devolver às ex-colónias as obras de arte, aliás aguardo com ansiedade a reciprocidade na devolução da Barragem de Cahora Bassa por exemplo.

Pois.

Em Portugal as famílias mais pobres levam 3 gerações a ter um dos seus membros com rendimentos de classe média.

Um em cada 4 portugueses vive no limiar da pobreza e os seus filhos lideram o abandono escolar precoce na Europa.